Você está aqui:

Notícias

Comitê Gestor Pró-Brumadinho garante agilidade nas respostas aos atingidos por rompimento de barragem

Entre as medidas, está a nova captação de água do Paraopeba e o protocolo para monitoramento do sangue da população.

A atuação do Governo de Minas Gerais, por meio do Comitê Gestor Pró-Brumadinho, tem tornado mais rápidas e efetivas medidas fundamentais para ajudar na reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem I da Mina do Córrego do Feijão, que completou seis meses nesta quinta-feira (25/7). Nesta data, o governador Romeu Zema cumpriu agenda em Brumadinho acompanhado de integrantes do Comitê Gestor.

Um exemplo das ações desenvolvidas pelo Comitê é nova captação de água no Rio Paraopeba, que será construída pela Vale 12 quilômetros acima do local do curso do rio atingido pela pluma de rejeitos. A previsão é que as obras sejam concluídas em setembro de 2020, o que garante segurança hídrica à Região Metropolitana de Belo Horizonte. O acordo para as obras foi possível graças à atuação conjunta dos órgãos estaduais.

Sob a liderança do Comitê Gestor, também foi firmado protocolo com a Vale para monitoramento do sangue da população a médio e longo prazo, com a implantação de laboratório especializado na Fundação Ezequiel Dias (Funed). Além disso, foi feito acordo para controle de vetores no mosquito Aedes aegypti  por meio de tecnologia de ponta desenvolvida pela Fiocruz.

Para a coordenadora do Comitê Gestor e secretária-adjunta da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Luísa Barreto, a atuação do comitê é fundamental para cobrar reparações da Vale à população de forma ágil.

“Temos estabelecido uma série de acordos para atender as ações emergenciais de forma célere: a nova captação de água no Rio Paraopeba, 12 quilômetros a montante do ponto em que a lama chegou, a solução para que não haja uma epidemia de dengue nos 22 municípios da região e a construção de um laboratório em que seja feito um acompanhamento do sangue de toda a população”, afirmou Luísa em entrevista à imprensa após a agenda do governador.

Ação do Estado

Os esforços em Brumadinho reuniram, desde o desastre, e ainda envolvem diversos órgãos do Estado, como o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, a Polícia Civil, a Copasa, a Advocacia-Geral do Estado, a Controladoria-Geral do Estado e a Ouvidoria-Geral do Estado, além de secretarias e outras instituições. O trabalho é liderado pelo Comitê Gestor Pró-Brumadinho, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).