Você está aqui:

Notícias

PlanCidades inicia rodada de capacitações de gestores

16/05/2018

 PlanCidades inicia rodada de capacitações de gestores das prefeituras mineiras

Nas próximas semanas acontecem as oficinas de capacitação sobre o processo de elaboração de planos diretores municipais

 

A Secretaria de Cidades e de Integração Regional (Secir) iniciou capacitação Técnica do PlanCidades, programa que fornece apoio aos municípios na elaboração e/ou revisão de seus Planos Diretores Participativos. Durante os meses de maio e junho, cerca de 40 prefeituras mineiras participam da primeira fase das capacitações, que vai abordar cinco das dez rodadas que compõe o Programa.

Neste primeiro momento, os técnicos municipais serão orientados sobre a real importância do Plano Diretor para o planejamento da cidade, passando pelo levantamento e análise de sua história, sua inserção regional, e pela análise de dados estatísticos e cenários urbanos, necessária para avaliar suas condições de desenvolvimento.

De acordo com o superintendente de Planejamento Urbano e Regional da Secir, Wesley Cantelmo, a metodologia de construção do Plano Diretor, idealizada pela secretaria de Cidades, tem o objetivo de viabilizar economicamente o planejamento municipal sem perder a qualidade técnica e incluindo a participação da sociedade.

“Compreendendo a realidade financeira da maioria dos municípios mineiros desenvolvemos um processo de elaboração do Plano Diretor, no qual o próprio corpo técnico da prefeitura terá capacidade para conduzir o processo, com envolvimento da sociedade civil” explicou.

 

Capacitação

A capacitação é voltada aos municípios com menos de 80 mil habitantes e não pertencentes a Regiões Metropolitanas, que são selecionados segundo critérios estabelecidos pela SECIR. Tais critérios são norteados pela urgência que alguns municípios têm de revisão de seus respectivos planos diretores; pela população e capacidade máxima de atendimento por turma.

“O Plancidades é um programa muito importante para os municípios, pois estabelece uma padronização na elaboração e revisão do plano diretor, uma vez que utiliza uma mesma metodologia, contribuindo para a troca de ideias e intercâmbio de informações entre os técnicos das diversas prefeituras” destaca a arquiteta urbanista da prefeitura de Patos de Minas, Ana Paula Morais.

Na semana passada, sete municípios participaram da primeira turma do curso que tem duração de três dias.  A engenheira ambiental da prefeitura de Francisco Sá, Marina Costa, ficou satisfeita com o aprendizado que levou para seu município. “Saímos daqui com uma bagagem de informações muito importante, que serão fundamentais para que possamos revisar o nosso Plano Diretor, de forma que ele retrate com precisão a realidade do nosso município” disse.

A segunda turma iniciou nesta terça-feira (15/5) a capacitação de mais quatro municípios e a 2ª etapa do PlanCidades, que vai abordar as 5 rodadas finais do programa, será realizada no segundo semestre deste ano.

Notícias relacionadas

Governador Fernando Pimentel entrega ambulâncias para os municípios de Contagem e Betim
26/06/2017

As ambulâncias (Unidades de Suporte Básico -USB) serão destinadas à renovação da frota e reserva técnica, fortalecendo a rede de Urgência e Emergência de Minas Gerais e garantindo mais segurança e qualidade no atendimento médico aos mineiros.O investimento com a compra foi de R$ 1,57 milhão.

Ipsemg ofertará atendimento de hemodinâmica no serviço próprio
03/07/2017

Na unidade de hemodinâmica do Hgip poderão ser realizados procedimentos terapêuticos como angioplastia coronária, da carótida e de outros vasos periféricos, correção de defeitos congênitos e valvares, implantes de marca-passos de forma minimamente invasiva, além de exames diagnósticos.

Hgip ganha serviço de hemodinâmica
05/07/2017

No setor passam a ser realizados procedimentos como angioplastia coronária, da carótida e de outros vasos periféricos, implantes de marca-passos de forma minimamente invasiva, além de exames complementares de diagnóstico. O investimento do Governo do Estado e do Ipsemg foi de mais de R$ 2 milhões.