Você está aqui:

Notícias

Transforma Minas completa dois anos e se consolida como referência nacional em gestão de pessoas e qualificação de lideranças

Criado em 2019, programa do Governo de Minas já realizou mais de 200 processos seletivos, com 90% de permanência dos selecionados nos cargos 

Coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e uma referência em gestão de pessoas e qualificação de lideranças, o Transforma Minas completa, nesta segunda-feira (8/3), os seus primeiros dois anos. Reconhecido nacionalmente, o programa, que já realizou mais de 200 processos seletivos e nomeou quase 190 pessoas para cargos do segundo escalão do Governo de Minas e outros níveis hierárquicos, trouxe inovação para a forma de selecionar gestores nos órgãos públicos com foco na melhoria da prestação dos serviços públicos para os cidadãos mineiros.  

No Transforma Minas, os gestores são selecionados com base em critérios que levam em conta as competências dos candidatos, a capacidade de enfrentar os desafios do setor público e a adequação para o cargo proposto. Além disso, depois da seleção, os gestores podem passar por ações de qualificação e iniciativas voltadas ao engajamento e acompanhamento do serviço prestado. Com isso, o serviço público ganha mais eficiência, resolutividade e agilidade.

O programa é inspirado em iniciativas bem-sucedidas realizadas em países que criaram mecanismos modernos de recrutamento para profissionalizar a composição de altos cargos na administração pública, como Chile, Peru, Austrália e Reino Unido. 

Dois anos após o lançamento do Transforma Minas, o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy, comemora os bons resultados e reitera o propósito de aperfeiçoar e fortalecer o programa para que a gestão pública em Minas Gerais seja cada vez mais eficiente e capaz de atender as necessidades da população. “Um líder mais preparado para o enfrentamento dos desafios potencializa as chances de realizar entregas mais aderentes às necessidades do serviço público e da sociedade”, afirma o secretário.

Reconhecimento

Além de inovar e tornar mais eficientes os processos no Governo de Minas, o Transforma também tem servido de referência para outros órgãos e governos em todo o país. Até esta segunda-feira, 203 processos seletivos foram abertos e 189 pessoas em 13 órgãos e entidades foram nomeadas. A partir da experiência, o programa foi utilizado para a realização de processo seletivo do Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (Consad), em parceria com o governo do Estado do Rio Grande do Sul.

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas da Seplag, Kênnya Kreppel, além do alcance de números importantes, os primeiros dois anos do programa foram de aprendizado, construção e avanços, com a consolidação de frentes e iniciativas para o aperfeiçoamento. Segundo ela, cerca de 90% dos selecionados permanecem nos cargos, demonstrando o sucesso da atração e da qualificação.

“Chegamos ao segundo ano com a consciência dos ganhos, mas também dos desafios que temos pela frente no que se refere à consolidação do Programa como política de gestão de pessoas e a melhoria contínua de nossas ações, para alcance do resultado maior que é continuar a melhoria dos serviços prestados pelo Estado”, salienta a subsecretária.

A experiência do Transforma Minas foi uma das referências para a construção do Guia de Seleção de Lideranças, elaborado pelo Grupo de Trabalho (GT) de Gestão Estratégica de Pessoas do Consad e pela Aliança – constituída pelas fundações Lemann e Brava e os institutos Humanize e República.org.  O documento tem como objetivo facilitar e orientar entes públicos na contratação de profissionais para cargos de liderança e foi baseado, desde a sua concepção, no programa desenvolvido pelo Governo de Minas. 

“Tivemos contato com o trabalho que vem sendo desenvolvido por outros estados. No entanto, Minas Gerais é o que mais avançou, não apenas em número de processos de seleção para cargos de liderança realizados, mas de estruturação do trabalho como um todo. Toda metodologia encontra-se estruturada no âmbito do Estado e possuímos, inclusive, um sistema desenvolvido, especificamente, para atender ao programa”, ressalta a subsecretária Kênnya Kreppel.

A avaliação é reiterada pela coordenadora de Implementação da Fundação Lemann, Érika Nascimento. Segundo ela, o Transforma Minas é uma referência por ter uma equipe dedicada para cumprir todos os processos do programa. “Minas Gerais está fazendo um trabalho marcante ao implementar um sistema de desempenho para seus subsecretários com foco em entregas claras para a sociedade e gestão de competências. Ações assim são vistas em países como Reino Unido e Austrália, reconhecidos pela qualidade de seu serviço público. Para nós, cada vez mais, Minas se torna um exemplo a ser difundido pelo país”, completa a representante da Aliança para Lideranças de Impacto.

Frentes

O Transforma Minas funciona em três frentes. A primeira, é a de “Atração e Pré-seleção” e consiste na busca de profissionais aptos aos enfrentamentos dos desafios da gestão pública, baseada na lógica da gestão por competências e metodologias específicas para a pré-seleção. 

Em seguida, a frente “Desenvolvimento e Desempenho” constitui um conjunto de ações que fomentam o desenvolvimento de lideranças. Nesse momento, os profissionais do segundo nível hierárquico passam pelo Programa de Desenvolvimento de Lideranças (PDL), em uma parceria com a Fundação João Pinheiro (FJP).

Por fim, as lideranças selecionadas pelo programa também serão atendidas, a partir deste ano, pela frente “Engajamento de Lideranças”. Essa frente integrará um conjunto de ações necessárias ao acompanhamento periódico de cada liderança, para propiciar e zelar pela aderência ao cargo ocupado e os seus desafios.